quarta-feira, 30 de março de 2011

Ciclo de amor



amo-me
assim mesmo
muito, egoísta mudo,
virando o jeito de amar...

para poder te amar,
vou em direção, voô em ti
para me conhecer mais,
me descobrir no teu olhar

minha descoberta é sua,
nua realizo você nos meus atos,
as lágrimas que rolam,
regam o cuidado de amar

como árvore seca,
seca o ar, uma gota faz brotar
a vida de novo, no seco,
o florescer do ciclo...de amor

7 comentários:

Lai Paiva disse...

Lindo Zé. Demais. Vc sempre se superando. Bj

LUZ disse...

O seu blog tem vida e muita cor. Parabéns.

Cavaleiro dos Dragões disse...

Elaine, flor querida, beijos!
Luz, obrigado por comentar, volte sempre! Um beijo!

LUZ disse...

Claro, já estou voltando. Tenha luz na sua vida. Beijo.

LUZ disse...

Obrigada, por seguir o meu blog. Eu farei o mesmo, em relação ao seu.Beijo.

LUZ disse...

Olá Zé,
Que bem escreve poesia!
Como vão os cavaleiros e os dra gões?
Não tem dado notícias, nem comemtado meu blog, mas com tanta seguidora, eu não posso pedir mais.
Beijos com Luz.

LUZ disse...

Olá Zé,
Como vai?
Tanta seguidora esperando você!!
Falta de tempo, preguiça, ou algum contratempo?
Fale se quiser falar, desse jeito não dá prá ficar...(claro que reconheceu a canção).
Abraços com luz.