quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Quanto tempo temos?

Existe um filme chamado: Escola da Vida.
Despretensioso, uma comédia leve, mas vale a pena ser visto.Ontem tive uma noticía, que me remeteu a uma cena do filme.O Mr.D. (Ryan Reynolds) pergunta a sua classe de alunos, com cerca de 12 anos, quanto tempo temos? Os alunos olham para o relógio, ele diz : a resposta não está no relógio...
Eu fiquei pensando, que tempo é esse? Qual o tempo que conta? Meu relógio parou faz uma semana e eu não tirei do pulso. Talvez porque ele foi do meu pai, que faleceu há dois anos, mas que parece que o tempo não passou, sinto a presença dele várias vezes ao dia.
Essa parada do relógio , me fez repensar que temos MUITO POUCO TEMPO.
O tempo que não cuidamos, o tempo que não amamos, não vivemos. Portanto a partir de hoje, quero sonhar mais ,me cuidar mais, rir mais e desfrutar da beleza do viver...
Continuo não tendo a certeza do tempo que tenho mas, quero estar consciente, de que vou viver bem esse tempo. Fazendo escolhas, caminhando pelos sonhos e em busca deles, conversando com os Dragões que a vida nos dá.

2 comentários:

fabim disse...

Escrever para um irmao eh sempre dificil, escrever para meu irmao Dragao, ainda mais. Meu irmao, nao sei quanto tempo temos, sei o quanto vivemos e o quanto sonhamos...estar sonhando e realizando com voce nesses dez anos de nossa amizade eh algo de que me orgulho...

Um beijo nesse coracao de dragao
Fabim

lolythavargas disse...

Em Harry Potter e as relíquias da Morte, Harry pensa justamente isso. epensando, o faz, aproveitando cada segundo para respirar, sentir, cheirar...
O que faríamos se soubessêmos quando morreríamos? Dedicaríamos mais tempo ao que, a quem?
E pq só pensamos em tempo perante à morte? Na verdade, só damos valor a algo quando já não temos...
E eese tempo que ultimamente insiste em voar, ao invés de passar... veja quão rápido foi 2007!
aproveitem o tempo da melhor maneira possível, é válido, é um belo discurso... mas REALMENTE acredito que tudo na vida passa apara que aprendemos, e nunca existe é tarde demais! Suas escolhas o definem... e o tempo ensina!